Seja Bem Vindo, 17 de Outubro de 2018
Cadastre seu e-mail Campo E-mail em branco.Formato Inválido
     

Gratos Pelas Crianças
Gratos pelas crianças...
“Estão já dentro todas as crianças?
A noite vem e as nuvens se encastelam,
Toldando em seu negror o céu de anil;
Os animais para um abrigo apelam
E os passarinhos vão fugindo aos mil
Trovões estalam, rompe a tempestade
A treva estende o manto sem tardança...
Estão já dentro todas as crianças?

Estão já dentro todas as crianças?
A noite vem, a noite em que o pecado
Campeia tredo pela rua a fora
Buscando o incauto, o jovem descuidado
Prendendo-o em suas teias sem demora.
Ó mães, cerrai-lhe presto a vossa porta
Guardai ciosas vossas esperanças.
Estão já dentro todas as crianças?


Estão já dentro todas as crianças?
A noite vem da morte a noite escura
Jesus indica o meio da vitória:
“Vigiai sempre a tua fé segura!”
E quando em fim chegar o rei em glória
E nas mansões celestiais entrarmos
Gozemos nós as bem-aventuranças
Tendo lá dentro todas as crianças”


Geoge W. Rideout, em Asi News, Dezembro de 1972.


Oh, sim, a noite se apresenta a cada hora mais escura! A tempestade aumenta de intensidade; os rios de lágrimas se avolumam; o ruído da enxurrada de imoralidade começa abafar o contínuo aviso da consciência cristã; a família e o lar cristão estão em perigo – estão já dentro todas as crianças? Não há nenhum lá fora, sofrendo impacto da tempestade? Estão eles livres do álcool, do fumo, dos tóxicos, das más companhias, de um casamento infeliz?


Apreciemos agora este tributo à criança e o que se requer de todos!

“Quando Deus fez a criança, Ele começou de manhã bem cedo. Ele observava os áureos matizes do dia que se aproximava, afugentando as trevas e escolheu o azul celeste do céu aberto, para a cor dos olhos da criança, o carmesim das nuvens para pintar suas faces e o ouro matinal para suas tranças flutuantes.

Ele escutou o cântico dos pássaros, com seus gorjeios sussurrantes e na harpa infantil repetiu seus sons, as vezes suaves e baixinhos e outras vezes fortes e doces.

Ele viu os cordeirinhos no meio dos rebanhos, brincando, pulando, saltando, e pôs o folguedo dentro do coração da criança. Ele viu o regato prateado com sua musica e fez o sorriso da criança igual ao murmúrio do riacho.

Ele viu os anjos de luz, voando com asas de amor, executando o seu santo dever, e, Ele formou o coração da criança em pureza e amor.

Tendo assim feito a criança, Ele a encarregou de trazer alegria para o lar; o sorriso dos prados e o contentamento onde estiver. Ele entregou ao lar, intimando os pais: ‘Alimente e crie esta criança para mim’.

Ele a enviou a igreja, e disse: ‘Ensine-a o Meu amor e as Minhas Leis’.

Ele a confiou ao Estado, dizendo: ‘Lide com ela com ternura e será uma benção e não uma maldição’.

“Ele a entregou à nação, suplicando: ‘Sê bondosa para com ela, pois é Meu maior tesouro e esperança”.

Corria igreja adentro u’a mãe, exclamando:

“Salve meu filho, pastor!” E, apontando a um moço que cambaleando passava pelas ruas, chacota da meninada, pronunciando palavras desconexas. “pastor”, continuava a mãe, “nós lhe demos tudo, um lar luxuoso, dinheiro, educação, automóvel, liberdade, etc, e veja o que ele está fazendo!”

“Deram-lhe também uma fé em Deus, uma esperança, através de suas promessas de uma eternidade feliz?” Perguntou o Pastor.

“Não”, respondeu a mãe, “a nossa filosofia de vida é de que cada um segue, em matéria de religião, o que quer. Nós não temos uma fé especifica.”

“Que tristeza”, responde o Pastor. “Deram-lhe tudo e se esqueceram do essencial da vida – Jesus Cristo no coração, a única esperança de uma vida feliz aqui e na segunda vinda, após as misérias e tristezas deste mundo de pecados”.

Oh! Se os pais cuidassem menos das heranças materiais e mais das espirituais e eternas, teríamos as prisões vazias e as igrejas cheias e a nação teria mais dinheiro para cuidar dos pobres e desafortunados!

Estão dentro todas as crianças?

Estão elas dentro da igreja, ao redil de Deus?

vanda.jpgEstão elas recebendo o fundamento da fé, que as levará além deste mundo de misérias e sofrimentos? Estão elas compreendendo a esperança da breve volta de Jesus Cristo em glória, baseada na Palavra de Deus – a Bíblia?

Estão elas sendo ensinadas sobre juízo final, baseado na necessidade de observarem os mandamentos, mesmo recebendo o perdão pela graça de nosso Senhor Jesus Cristo?
Estão elas baseando sua vida sobre o amor de Deus e ao próximo? Como seria diferente a sociedade se todas as crianças fossem ensinadas a ter em suas vidas este amor manifestado e ensinado por Jesus! Talvez o mais eficaz método contra o terrorismo e o crime.

Obrigado, Senhor, pelas crianças! Mas estão dentro todas as crianças?


Texto extraído do livro Gratos Por quê? De Rodolpho Belz Primeira Edição 1979


Fonte: Templo da Adoração
contato@templodaadoracao.com.br

 

 

© Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por InovaSite
Templo da Adoração - Sede
Rua Gregório C. Leite 128 - Aventureiro Cohab
Templo da Adoração - Filial
Rua Agostinho dos Santos 859 - Comasa do Boa Vista