Seja Bem Vindo, 18 de Dezembro de 2018
Cadastre seu e-mail Campo E-mail em branco.Formato Inválido
     

O namoro e a cura interior // Muitos casais têm problemas no namoro que estão relacionados à alma.
O namoro e a cura interior

Muitos casais têm problemas no namoro que estão relacionados à alma. Recentemente ao atender um casal, o rapaz me falou que ambos buscaram ajuda profissional para os problemas que tinham no convívio, procuraram um psicólogo cristão e o rapaz contou que a cada sessão ele percebia que o tratamento não estava relacionado com o namoro, mas tratava seus traumas de infância e problemas do passado.
Da mesma forma temos levado para o namoro situações mal resolvidas, traumas e feridas da alma, que se não forem tratados desde já podem interferir de uma forma negativa no futuro do namoro.
Como identificar que meu problema é na alma?
Existem algumas características que ajudarão a identificar isso:
Histeria: a pessoa não consegue conversar em um tom normal, tudo toma
uma proporção, vira escândalo e gritaria.
Temperamento descontrolado: a pessoa não tem controle de suas emoções, quando está triste se isola entra em depressão, a alegria é substituída por uma euforia, compra sem ter dinheiro, promete coisas das quais é incapaz de cumprir.
Possessividade: considera o namorado como um objeto seu e não uma oportunidade de servir a Deus por meio de algo que é Dele.
Paranoia: “vê cabelo em ovo”, suspeita sem razão da outra pessoa, passando a vigiá-la de forma sufocante.
Pessoas que apresentam pelo menos uma dessas características mostram sentimento e situações que vão muito além do namoro, talvez seja uma traição anterior, um trauma na família, uma decepção do passado, carências ou más influências. No entanto, elas acabam invadindo o relacionamento e por isso precisam ser tratadas.
O que fazer para vencer nessas áreas e como o namoro pode colaborar para isso?
O primeiro caminho é o da santificação no qual o Espírito Santo imprime em nós o caráter de Cristo. Para isso, são necessárias algumas ações práticas:
Oração: orem juntos, usem a oração como um escudo de proteção para o namoro;
Confissão de pecados: não deixe pecado escondido. Pecado confessado é pecado esquecido por Deus.
Busque se conhecer: encare quem você é, não fuja do confronto, busque ajuda se necessário, em nossa igreja temos vários ministérios como o “Rhema” e o “Restaurando Vidas” que podem ajudar.
Ouvir mais: Geralmente no namoro só queremos falar de nossos problemas, mas seria bem melhor se deixássemos fossemos mais dosados, certamente o seu namorado tem algo a dizer também, ele convive bastante com você e pode mostrar algo que, às vezes, fogem da sua percepção.
Identifique o problema e o ataque: identificado o problema é hora de atacá-lo, libertação, orientação com um psicólogo cristão, estudo da Palavra, discipulado com um líder de Célula, vida devocional, são várias as estratégias para vencer problemas na alma. Talvez você terá que usar mais de uma delas, o namorado pode ajudar, mas o ideal é que em determinados momentos fique na mão de um especialista para que não haver confusão.
Aja por áreas: Se você tentar resolver tudo de uma vez, não vai resolver nada. Peça ao seu namorado para te ajudar a identificar de uma a três áreas que mais urgentemente precisam de ajuda, invista intensamente nelas até que sejam restauradas para então acrescentar novas áreas.
Não tenha medo de encarar áreas obscuras de sua mente: muitas pessoas fogem do tratamento assim que certas coisas ocultas começam a aparecer, não tenha medo, encare o desafio;
Perdoe e peça perdão: muitos problemas de alma envolvem falta de perdão. Perdoe quem o ofendeu e peça perdão a quem você ofendeu, principalmente se for um familiar de forte convivência ou o próprio namorado ou namorada, esse é o começo da cura.
Enfim, nem sempre o namorado é a pessoa adequada para ajudar você nesse processo. Ele pode sim ser um apoiador e esteio, porém em certos casos você precisará de ajuda pastoral e psicológica (insisto: dê preferência para um psicólogo cristão). Não deixe o tempo passar e essas coisas ficarem escondidas e incubadas em você, se é um probleminha no namoro pode se tornar um problemão no casamento.
:: Richarde Guerra

Fonte: Templo da Adoração
contato@templodaadoracao.com.br

 

 

© Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por InovaSite
Templo da Adoração - Sede
Rua Gregório C. Leite 128 - Aventureiro Cohab
Templo da Adoração - Filial
Rua Agostinho dos Santos 859 - Comasa do Boa Vista