Seja Bem Vindo, 19 de Abril de 2018
Cadastre seu e-mail Campo E-mail em branco.Formato Inválido
     

Eu me lembro de quando eu era criança...

Eu brincava de “casinha”, e que as folhinhas das árvores eram picadinhas para caberem no pratinho. Também brincava de bonecas, que trocava as roupinhas do bebê de plástico que eu ganhara da minha avó, do dia das crianças. De noite, quando não podia sair pra fora, brincava com um aparelho de telefone e que através dele podia ver com quem estava falando. Às vezes eu queria ser mais intelectual e brincada de “escolinha”. Eu tinha uma professora imaginária que me dava aulas de comportamento. Já brinquei de banco. Não o banco imobiliário. O Banco mesmo. Aqueles de conta corrente e conta poupança. Era bem divertido. Eu enchia uma mesinha de papéis e pronto. Mas o que eu mais gostava de fazer era brincar de “cantar”. Eu fazia de conta que era a apresentadora de um programa de música e colocava os discos de vinil da minha mãe pra tocar e lia muito as fichas técnicas e os nomes das gravadoras. (eu tinha 8,9 anos de idade!).

Eu queria ser um deles. Eu também ia pra escolinha dominical. Eu até me lembro o nome das minhas professora: Uma foi a Sandra (SP) e a outra foi a D. Irene(PR). Agora não sou mais uma criança...e refletindo na minha infância vejo que tudo o que sou hoje, é reflexo de uma infância cheia de carinho dos meus pais e muitas doses de pão caseiro, feijão e arroz. Hoje, enquanto preparava o almoço e cortava folhas de espinafre, me lembrei daquelas folhinhas...enquanto eu dava banho no meu filho de 2 anos, eu lembrei de que as minhas bonecas ficavam imóveis na hora de trocar as roupinhas!! Hoje também, enquanto falava com alguns amigos via Internet, no MSN, recordei mais uma vez, daquele telefone que eu fazia dele um brinquedo e podia ver as pessoas com quem falava... Enquanto estudava o ensino médio, (segundo grau), eu fiz um teste e ganhei um estágio no Banco do estado! Que maravilha! Eu achava muito legal trabalhar num banco, e pasmem! Eu estava lá! (Risos).


Esta semana, ao assistir o jornal eu vi uma reportagem de Glória Kalil, e ela dá curso de “Etiqueta”, e pensei: Eu gostaria de ler o livro dela...Mais uma vez, meus pensamentos levaram-me de volta à infância, eu que, naquela época não sabia existir aulas de etiqueta, eu já brincava disso! (Eu já li o livro dela e recomendo) Que legal! Pensei. Como foi bom ser criança! Mas infelizmente nos dias de hoje, muitas das nossas crianças estão sendo privadas desta riqueza da infância. O abuso sexual, o uso de drogas, o tempo excessivo na Internet, o tempo sem qualidade na frente da TV, a ausência dos pais, a liberdade sem limites, fazem com que as crianças de hoje percam a oportunidade de terem uma infância mais ativa e verdadeira. Claro, a falta de Deus nas famílias é o principal fator. Por isso, papai e mamãe que tem seu filho pequeno, ou mesmo grande, dê muito carinho aos seus filhos, leve-os à Casa do Senhor, ensine-as o caminho de Deus, pois quando elas forem maiores, decidirão andar por ele, sem vocês terem que “forçar a barra”. Dêem o exemplo de estarem juntos com ele buscando ao Senhor e nossas crianças serão melhores, seus futuros serão melhores, não digo um futuro profissional, mas suas personalidades serão melhores, pois a Bíblia diz que a casa e os bens são herança que os pais deixam que os pais ensinam. Mas quanto ao caráter depende do que ensinarmos a elas.


Bem, depois de escrever esta carta, vou me arrumar, e vou fazer aquilo para o que realmente gosto de fazer e sei que fui chamada: Cantar. Pensou que eu tinha esquecido? Não. Hoje não sou apresentadora de nenhum programa musical, como nos sonhos de criança, mas pela misericórdia de Deus sou Ministra de Louvor na Casa do Senhor, Pastora, Esposa, Mãe e filha. E, espero com isso estar realizando os sonhos que Deus sonhou pra mim. E você, papai e mamãe, já perguntou pro seu filho o que ele quer ser quando crescer? Você não tem medo da resposta, não é mesmo?

Fonte: Pastora Miriam Suhr
contato@templodaadoracao.com.br

 

 

© Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por InovaSite
Templo da Adoração - Sede
Rua Gregório C. Leite 128 - Aventureiro Cohab
Templo da Adoração - Filial
Rua Agostinho dos Santos 859 - Comasa do Boa Vista